Arquivos

Kim McMillen – Quando me amei de verdade

Quando me amei de verdade,
pude compreender
que em qualquer circunstância,
eu estava no lugar certo,
na hora certa.
Então pude relaxar.

Quando me amei de verdade,
pude perceber que o
sofrimento emocional é um sinal
de que estou indo contra a minha verdade.

Quando me amei de verdade,
parei de desejar que a minha vida
fosse diferente e comecei a ver
que tudo o que acontece contribui
para o meu crescimento.

Quando me amei de verdade,
comecei a perceber como
é ofensivo tentar forçar alguma coisa
ou alguém que ainda não está preparado
– inclusive eu mesma.

Quando me amei de verdade,
comecei a me livrar de tudo
que não fosse saudável.
Isso quer dizer: pessoas, tarefas,
crenças e – qualquer coisa que
me pusesse pra baixo.
Minha razão chamou isso de egoismo.
Mas hoje eu sei que é amor-próprio.

Quando me amei de verdade,
deixei de temer meu tempo livre
e desisti de fazer planos.
Hoje faço o que acho certo
e no meu próprio ritmo.
Como isso é bom!

Quando me amei de verdade,
desisti de querer ter sempre razão,
e com isso errei muito menos vezes.

Quando me amei de verdade,
desisti de ficar revivendo o passado
e de me preocupar com o futuro.
Isso me mantém no presente,
que é onde a vida acontece.

Quando me amei de verdade,
percebi que a minha mente
pode me atormentar e me decepcionar.
Mas quando eu a coloco
a serviço do meu coração,
ela se torna uma grande e valiosa aliada.

Anúncios

O paradoxo de nosso tempo – George Carlin

O paradoxo do nosso período na história é que temos
prédios maiores,
Mas temperamentos mais curtos;

Estradas mais largas,
Mas pensamentos mais estreitos;

Gastamos mais
E temos menos;

Compramos mais
E aproveitamos menos.

Nossas casas são maiores e nossas famílias menores,

Temos mais conveniências, porém menos tempo;

Temos mais estudo e menos bom senso;

Mais conhecimentos e menos capacidade de julgamento;

Mais especialistas e mais problemas,

Mais remédios e menos saúde.

Bebemos demais, fumamos demais, gastamos demais,

Rimos de menos, dirigimos com demasiada velocidade,

Perdemos com facilidade a paciência, dormimos muito tarde,

Levantamos com o corpo quebrado, lemos pouco,
assistimos TV em demasia e rezamos raramente.

Multiplicamos as nossas posses, mas reduzimos o seu valor.

Falamos demais, amamos de menos e odiamos muito.

Aprendemos como ganhar a vida, mas não como viver.

Adicionamos anos às nossas vidas e não vida aos
nossos anos.

Fomos à Lua e voltamos, mas temos dificuldade em
atravessar a rua,para falar com o nosso novo vizinho.

Conquistamos o espaço exterior, mas não o interior.

Fizemos coisas maiores, mas nem sempre melhores.

Às vezes limpamos o ar, mas poluímos as almas.

Conquistamos o átomo, mas não os nossos preconceitos.

Escrevemos mais e aprendemos menos;

Planejamos mais e conseguimos menos;

Aprendemos a correr, mas não a esperar;

Construímos cada vez mais computadores, para armazenar
mais informações e produzir mais cópias,
Mas nos comunicamos cada vez menos.

Estes são os tempos do “fast food” e da digestão lenta;
De homens grandes, com personalidades mesquinhas;
De lucros enormes e relacionamentos pequenos.

Estes são os dias de dois empregos e mais divórcios;
Casas mais bonitas e lares desfeitos.

Estes são os dias de viagens rápidas, fraldas descartáveis,
moralidade abandonada, encontros por uma noite,

obesidade disseminada e pílulas para tudo, da alegria
à calma e até à morte.

É um tempo onde há muito nas vitrines e pouco no depósito.

Um tempo onde a tecnologia permite que você leia isto e
escolha o que fazer:
Dividir este sentimento ou apenas clicar em DELETE.

Lembre-se, diga uma palavra boa para aquele que lhe olha com medo,
Porque aquele pequenino crescerá em breve e o abandonará.

Lembre-se, abrace com carinho quem estiver ao seu lado,
Porque este é o único tesouro que você pode oferecer, sem lhe custar nada.

Lembre-se de dar as mãos e aproveitar o instante,
Eis que, algum dia, aquela pessoa não estará ao seu lado.

Dê um tempo ao Amor, dê um tempo às palavras, dê um tempo e divida os
preciosos pensamentos da sua mente.

Temporada de Inverno

INVERNO, APESAR DE NÃO GOSTAR DE VOCÊ, SEJA BEM VINDO E VÊ SE PEGA LEVE OK!
PARA QUEM GOSTA DE FICAR ABRAÇADINHO, CURTIR O FRIOZINHO FELIZ TEMPORADA DE INVERNO !!!!

Aproveitem as dicas do blog para curtir um inverno bacana e sem problemas:

  • Onde comprar malha com preço legal
  • Padarias com sopas
  • Xô gripe
  • Como cuidar da pele, cabelo, lábios e mãos no inverno
  • Dicas de como usar lenços
  • Viagens e etc.

Sorteio no Blog !

No próximo dia 23/06 o blog fará 1 mês !!!!!!!!!!!!!

Super especial, bem no aniversário da Mamis !!!

Vamos sortear 1 Body Spray da Victoria Secrets de morango com champagne e Um protetor labial da Hawaiian Tropic, diretamente vindos de Cancun pela minha Sister Cris !

Foi uma forma carinhosa de agradecer a todos vocês pelo carinho !!!

Como fazer:

Deixe no comentário seu Nome e E-mail.

 

 

Festa Country

O mês de Junho é super tradicinal pelas festas juninas ! Muita pipoca, pinhão, pé-de-moleque, pescaria e muito xadrez !!!

Sou neta de “bacamarteiro de Sergipe” (Bacamarte é uma arma de fogo, de cano curto e largo), e nessa época do ano sinto muito a falta do Vovô ! Amava fogos, balões, quadrilhas e Luiz Gonzaga, fazia minha irmã Cris tocar milhões de vezes asa branca no teclado rssssss !!!  Sem contar nas músiquihas cantadas pelo meu Pai, caí caí balão, o balão vai subindo…………….quantas lembranças gostosas eu tenho de Junhos passados !!!

Em homenagem a esse mês deixo alguns looks legais para inspiração !!!

Este slideshow necessita de JavaScript.

PARABÉNSSSSSSSSSSSSSS

Hoje é o aniversário da minha Sister Caçulinha Cibele !!!!!

Sou grata a Deus por ter uma irmã tão fofa, meiga e lindaaaaaaaaaaaaaaaaaa !!!! Que Deus continue abençoando essa super Mamis !!! Dá para acreditar que essa bebê ja é Mamãe ?????

Welcome Junho

Que o mês de Junho seja tão doce como o pé-de-moleque, tão curtido como um belo  feriado e tão fofo e repleto de carinho como o dia dos namorados !!!!

Jaja blog de cara nova;

AGUARDEM !!!!